A Colette está conectada as tendências de comportamento?

A Colette Paris anunciou que irá fechar suas portas em dezembro, após 20 anos de funcionamento. Fim de uma era, a notícia pegou muita gente que adorava a loja de surpresa. Mas o que seria essa nova era, e o que isso tem a ver as tendências de comportamento da atualidade?

Referência no mundo na moda no que diz respeito a lifestyle e curadoria, a loja multimarcas não conseguiu atravessar essa momento de disrupção na moda. Desde o Manifesto Antifashion da coolhunter Li Edelkoort em 2015, mudanças drásticas vem acontecendo na indústria da moda, no consumo e o varejo do mundo todo não está acompanhando.

Nós devemos isso a tendência de comportamento das novas gerações que, entre outras razões:

  • dão mais valor a experiência do que o produto em si. Viajar e visitar lugares diferentes, vivenciar novidades agradam muito mais que comprar. Não é a toa que a própria Colette virou um templo de visitação e não de compra.
  •  estão muito preocupados com os danos do consumo exagerado no meio ambiente;
  •  o “wellness” é a bola da vez! Cuidar da mente e do corpo, se alimentar melhor, se exercitar e meditar fazem mais parte da agenda dessa geração do que visitar lojas e comprar. Faz parte da grande tendência de comportamento atual: a sustentabilidade, o Zeitgeits da década.
  • além disso, o modelo de multimarcas onde envolve muitos intermediários, também está em xeque. Mesmo com uma curadoria super especial como a deles, as pessoas hoje preferem um melhor produto com preço justo, que não envolva tantos terceiros, além do designer e fabricante. A loja tinha peças cool e especiais, porém caras.
  • e por fim, eles preferem a praticidade da compra online. A Colette promete continuar com o e-commerce da loja, que bom!

E você, está por dentro das tendências de comportamento da atualidade? Elas já estão mudando muita coisa no mundo e podem impactar seus negócios, qualquer um que seja.

 

Silvia, de São Paulo.